sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Eu sei bem mais do que antes

Hoje mais do que nunca tudo faz sentido, todas as letras de músicas que mexiam comigo, as que eu sempre achei maravilhosas, mas sem um motivo concreto. Os poemas mais afins, hoje eu entendo. Todos premonições do que um dia estaria por vir. Todos se encaixam assustadoramente, as frases são diretas. Elas falam de nós. E não venha me dizer que o amor é universal e que as dores de cutovelos são todas iguais. Não mesmo. Por isso a beleza desses versos. Sua capacidade de se transformar aos olhos de cada um.

2 comentários:

elias disse...

Você escreve muito bem Lívia!
Não sabia que fazia isso diariamente

Cada vez me surpreende mais
parabéns

Rabib disse...

Lívia, seu problema é que quando você demora para escrever, deixa determinados leitores (que não sou eu!!! Imagina!!!) angustiados!!!!